Drive-in e a ressignificação de espaços e os antigos moldes de entretenimento

Ressignificar espaços e experiências sempre foi um caminho do entretenimento. No contexto atual isso se tornou uma fórmula de sucesso e o drive-in foi um dos escolhidos. Saiba mais!

 

Vivemos o momento de descobrir novas formas de manter nossos hábitos. Principalmente, os pequenos prazeres que fazem mais leve nossa rotina repleta de obrigações e desafios.

Dentre ideias e oportunidades, vimos surgir em 2020 o resgate do drive-in, um dos mais antigos moldes de entretenimento. Com o surgimento datado de 1930 nos EUA, por motivações que não sanitárias, ele neste momento, retorna aproveitando ao máximo os recursos disponíveis em tempos de inovação e tecnologia.

São muitos os exemplos em que a ressignificação de espaços gera uma consequente transformação da experiência para se adequar às atuais necessidades. Tudo isso, aqui, adicionando o carro como uma possibilidade segura e com 100% de aproveitamento.

A rave Eletric Mile, que teve sua primeira edição em janeiro de 2021, foi um dos acontecimentos que embarcou nessa onda. Todos os participantes puderam explorar e experimentar uma viagem através de luzes, som e atrações distribuídas em quase 3 km de uma estrutura completamente pensada para tornar a viagem de dentro  do carro, com  segurança e conforto, um momento inesquecível.

Sete mundos exclusivos foram elaborados para abrigar marcas icônicas da Insomniac, uma desenvolvedora de games situada na Califórnia, onde também ocorreu o evento.

O CEO da Insomniac já queria colocar em prática a ideia. A pandemia, neste caso, foi uma oportunidade de executar o projeto.

Outra ideia envolvendo veículos foi uma parceria entre a fabricante Nissan e a empresa Atlas Obscura, que desde 2009 reúne e compartilha dicas de maravilhas ocultas por todo o mundo. Divulgando o novo modelo Nissan Rougue 2021, a intenção era se inspirar nos cinco modos de direção do veículo, All-Wheel Drive: Auto, Sport, Eco, Off-Road e Snow, para criar experiências em cenários incomuns similares a essas características ao redor dos EUA. Contando com shows de nomes conhecidos, artistas locais independentes, demonstrações de inovação e outras atrações.

Os ingressos custaram em torno de cinquenta dólares por carro. Em paralelo, um guia também nascerá da parceria e virá no porta-luvas de alguns exemplares direto da fábrica, indicando detalhes turísticos sobre as locações escolhidas para os eventos. Um complemento e maneira de dar continuidade a ação.

Dez exemplares do guia também foram sorteados por meio de uma campanha digital, onde usuários deveriam compartilhar fotos de seus “lugares incríveis preferidos”.

 

Texto de rodapé: Dez exemplares do guia também foram sorteados por meio de uma campanha digital, onde usuários deveriam compartilhar fotos de seus “lugares incríveis preferidos”.

Mas nem só de ideias mirabolantes vive esse survive. Os clássicos cinemas ao ar livre também foram uma opção em diversas capitais brasileiras no último ano. Uma prática ainda existente e muito frequentada em outros países, e que na situação pandêmica, tornou-se um recurso seguro para os amantes da sétima arte.

Interessantes foram as escolhas em algumas exibições, que ao invés de apostar em lançamentos, resolveram reexibir grandes bilheterias e até títulos que antes eram encontrados exclusivamente nos streamings. O resultado: diversão com protocolos atendidos e um refresco para a saúde mental podendo se estender a toda família.

Planeta Drive-in, localizado na Pedreira Paulo Leminski em Curitiba, e considerado na época o maior cinema do gênero na região Sul do Brasil. No total haviam 150 vagas de carro disponíveis.

Texto de Rodapé: Planeta Drive-in, localizado na Pedreira Paulo Leminski em Curitiba, e considerado na época o maior cinema do gênero na região Sul do Brasil. No total haviam 150 vagas de carro disponíveis.

A verdade é que o sentido de todo esse movimento é trazer um novo significado às necessidades das pessoas. Encontrar nas lacunas criadas uma chance de mostrar que é possível viver e sobreviver em qualquer situação em que estejamos inseridos.

Dar uma nova roupagem a qualquer experiência é um caminho muito humano e desafiador, principalmente para uma parcela de profissionais que também precisou se reinventar. A conclusão disso, são passos inéditos e que provavelmente vão permanecer mesmo quando tudo puder voltar ao dito normal. Nada será como antes, e nesse caso, ainda bem.

 

#drive-in #cinema #nissan #shows #carro #experiências #Planetadrive-in #AtlasObscura

EXPERIÊNCIAS
QUE TRANSFORMAM

Quer promover uma transformação positiva
junto com a gente?