Metaversos e espaços virtuais: as novas formas de tornar uma experiência inesquecível

Há um ano temos criado novas necessidades de percepção sobre marcas, serviços e experiências.  Entenda mais e se prepara a essa transformação.

Desde o fim de dois mil e dezenove, empresas de diferentes segmentos no mundo inteiro, se perguntam sobre o rumo de seus negócios e a forma de seus clientes se relacionarem com seus serviços ou produtos. A pandemia trouxe um contexto desafiador a milhares de pessoas e alguns hábitos foram substituídos, já outros tiveram seus processos de modernização potencializados ou acelerados. Tudo isso, para entender e atender a uma nova e inerente demanda.

A resistência ao digital teve de ser totalmente extinta quando esse recurso se tornou o único caminho. Um bem necessário e muitas vezes adiado, porque se estabelecer nas fórmulas de sucesso diante de tantas outras coisas para se resolver era muito mais confortável.

Mas as descobertas foram muitas quando a necessidade superou o medo, possibilidades inimagináveis começaram a tomar conta de ações, palestras, encontros online, lives musicais e até de projetos fixos e mais ambiciosos, que arriscam tudo para manter o interesse e presença do público que precisou em alguns casos ser reconquistado.  

Um bom e atual exemplo é a área temática da franquia Super Mario Bros, inaugurada na Universal Studios Japan em março deste ano.

No parque temático da Nintendo, o visitante comprará uma pulseira, chamada de Power-Up Band, que, sincronizada com o celular, irá registrar toda exploração e interação com os cenários e atrações que reproduzem anos de diversão transportadas direto dos games.

A pontuação é contabilizada em ambiente digital, no aplicativo móvel, e ali informações sobre novos mapas, eventos, easter eggs e motivações para revisitas ao parque se tornam um chamariz irresistível ao usuário. Lembrando que as possibilidades são infinitas, já que provavelmente essas conquistas do mundo real, muito em breve poderão afetar o desempenho e evolução nos próprios jogos da desenvolvedora. Entenda mais no vídeo de demonstração:

 

Diferente dessa versão híbrida que junta o melhor de dois mundos, o recente conceito de metaverso é a denominação para indicar um tipo de mundo virtual que tenta replicar a realidade através de dispositivos, mas aqui, em uma experiência 100% digital e mais adequada aos tempos de pandemia.  

A banda Courier Club ao invés de cancelar a turnê, criou um festival no Minecraft totalmente online, chamado Block By Blockwest (BXBW). Foto:https://bit.ly/3dyBBP1.

 

A ideia é que o indivíduo possa visualizar um ambiente projetado para recriar uma vivência similar a que ele experimentou em outros momentos ou ainda, sendo mais imersivo, inserir sua persona em uma representação digital com suas características, trajes, trejeitos, hábitos, costumes e tantas outras possibilidades variáveis de acordo com a proposta de serviços ou entretenimento.

A Tomorrowland que acontece sempre na Bélgica, reunindo milhares de pessoas, em 2020 resolveu criar uma ilha mágica digital que compreendia a 8 palcos virtuais, por onde passaram mais de 60 atrações globais. Além de outras interações, exposições, lojas e ambientes. Os shows foram gravados em pontos estratégicos no mundo e posteriormente incluídos digitalmente.

O público dessa edição intitulada “Around The World” foi histórico, e chegou a mais de um milhão de pessoas conectadas juntos de marcas mundiais como Beck’s, Pepsico, Absolut e Lypton que toparam a empreitada. O crescimento com relação ao ano anterior foi de quase 150%. Some isso a ingresso acima de 12 euros para entender o sucesso do investimento.

Buscando uma referência mais próxima, utilizando a tecnologia do famoso game online Fortnite, onde inclusive há uma vasta experiência estendida, o multiartista Criolo foi o responsável por lançar o primeiro show em realidade estendida (XR) no Brasil.

Os recursos para este tipo de apresentação não se trata de um simples jogo de fachos de luz, projeção a laser, sons integrados e imagens 3D projetadas. Para produzir realidade estendida, exige-se a criação de ambientes virtuais aplicados ao mundo real, que levam semanas para serem produzidos em sofisticados programas de computador, com efeitos ao espectador visuais, sonoros, entre outras sensações. Abaixo uma prévia postada pelo também cantor na sua conta do YouTube:

 

A conclusão é que seja de forma híbrida ou utilizando do digital com seus tantos recursos em sua totalidade, hoje não existem limites quando se trata de criar vivências que possam ser aproveitadas em um ambiente físico com essa finalidade ou de qualquer lugar do mundo.

A ideia a partir de agora é ser memorável em suas ações e proporcionar experimentações que se tornem inesquecíveis. Vivemos um momento sensível que logo vai passar, mas as transformações que isso causou em nossas percepções e as oportunidades criadas provavelmente vão exigir mais do que pretendemos oferecer daqui em diante. 

 #metaverso #realidade aumentada #userexperience #BXBW #Tomorrowland #avatar #experiência digital #VR

 

EXPERIÊNCIAS
QUE TRANSFORMAM

Quer promover uma transformação positiva
junto com a gente?